Publicações

O Projecto Educativo de Escola: um niilismo no discurso da descentralização mitigada e da responsabilização das escolas

IV Congresso Luso-Brasileiro de Política e Administração da Educação: “O governo das escolas: os novos referenciais, as práticas e a formação”.

Lisboa, 12, 13 e 14 de Abril de 2007.

(Área temática – As actuais pressões externas sobre a escola)

 

Nuno Silva Fraga

Universidade da Madeira

Departamento de Ciências da Educação

Resumo

[A Escola] como espaço social em constante edificação e em permanente relação (assim acreditamos) com as demais estruturas que compõem o seu meio envolvente urge fomentar a criação de canais saudáveis de comunicação com essas instituições, nomeadamente as autarquias e as famílias. Porquê forçar uma ruptura entre dois processos de socialização simbióticos: socialização primária e socialização secundária? Neste prisma destaca-se a importância da valorização da participação da comunidade educativa na promoção do desempenho edificante da escola no seu meio (raio) de acção.

Dinâmicas no microcosmo social: o eclipse identitário

II Colóquio DCE-UMa e VII Colóquio Internacional da SEEE

Funchal, 6 e 7 de Dezembro de 2006

 

Nuno Silva Fraga

Universidade da Madeira

Resumo

A Escola subsiste entre um meio interno massificado e caracterizado pelas heterogeneidades dos seus sujeitos activos e um meio externo envolvente, caracterizado pela concepção de optimização e eficiência dos seus participantes. O entendimento da Estrutura e do Clima da Escola, bem como, da sua orientação educativa consagrada no Projecto Educativo de Escola (PEE) elucida as suas dinâmicas identitárias. É intento desta comunicação avaliar sob a temática Educação e Identidade, o ponto de vista dos seus agentes, o conceito de Identidade Escolar.

“A transitoriedade é uma nova temporalidade na vida de todos os dias e origina um sentimento de impermanência” (Toffler in Choque do Futuro, 2001: 49). Será a Escola capaz de gerar correlações entre o antigo, o actual e o que se prospectiva? Será o PEE um coeficiente de orfandade ideológica?

 

Abstract

Dynamics in the social microcosm: the identity eclipse

 

The School subsists between an internal crowded place and characterized by the heterogeneities of its active subjects and an external wrapped place, characterized for the conception of betterment and efficiency of its participants. The understanding of the Structure and School Climate, as well as, its educational orientation established on the Educational School Project (PEE) illustrates its dynamic identities. The goal of this paper is to evaluate under the thematic Education and Identity, the point of view of its agents, the concept of School Identity.

"The transiency is a new temporality in the life of every day and originates a feeling of continuance" (Toffler in Choque do Futuro, 2001: 49). Will the School be capable to generate correlations between the old one, the current one and what one prospects? Will the Educational School Project (PEE) be a coefficient of ideological orphanhood?

Ensino secundário e as dinâmicas de gestão escolar e curricular na construção de processos de assimilação e adaptação às heterogeneidades.

II Congresso Internacional sobre A Imigração em Portugal e na União Europeia

23 e 24 de Novembro de 2006. Ilha Terceira. Açores.

 

Integração, Assimilação, Educação e Cidadania

 

Liliana Rodrigues

Nuno Silva Fraga

Universidade da Madeira

 

Resumo

O ensino secundário, ao se tornar um ensino de massas, tem se organizado e funcionado como um ensino de elites. A sua unificação, longe de produzir uma real igualdade de oportunidades, prorrogou a selecção e a decepção. Ao diversificar, de forma ainda somítica, as modalidades e percursos formativos não foi capaz de produzir efeitos positivos precisamente por estar sobredeterminado pelo academismo e pela desvalorização social.

De facto, a frequência das distintas vias do ensino secundário, particularmente o ensino profissional, parece estar marcada pela origem social dos alunos e isto garante a perpetuação da estratificação social.

Neste sentido, também urge compreender-se as dinâmicas existentes no microcosmo social, a Escola, analisando possíveis vias de inclusão da diferença, aspecto, subentendido na população estudantil imigrante, tomando como exemplo o caso austríaco em estudo.

A Escola subsiste entre um meio interno massificado e caracterizado pelas heterogeneidades dos seus sujeitos activos e um meio externo envolvente, caracterizado pela concepção de optimização e eficiência dos seus participantes. O entendimento da sua orientação educativa consagrada no Projecto Educativo de Escola (PEE) elucida as suas dinâmicas identitárias. É intento desta comunicação avaliar sob a temática “Integração, Assimilação, Educação e Cidadania”, o ponto de vista dos seus agentes, o conceito de heterogeneidade escolar.

Palavras-chave:

Ensino profissional; gestão escolar; currículo multicultural.

 

Abstract

Secondary education: dynamics of curricular and school management in the construction of assimilation processes and adaptation to the heterogeneities

When becoming an education of masses secondary teaching has been organized and has functioned as an education of the elites. Its unification, far from producing a real equality of chances, prorogued the selection and the disillusionment. When diversifying, in a still restricted way, the formative modalities and passages, it was not capable to produce positive effects for being dominated by the academism and social depreciation.

In fact, the attendance of distinct ways of secondary education, particularly the vocational teaching, seems to be marked by the social origin of the students which guarantees the perpetuation of the social stratification.

In this sense, it is also imperative to understand the existing dynamics in the social microcosm, School, analyzing possible ways to include the difference, aspect, implied in the immigrant student population, taking as an example the Austrian case in study.

The School subsists between an internal crowded place and characterized by the heterogeneities of its active subjects and an external wrapped place, characterized for the conception of betterment and efficiency of its participants. The understanding of the Structure and School Climate, as well as, its educational orientation established on the Educational School Project (PEE) illustrates its dynamic identities. The goal of this paper is to evaluate under the thematic Education and Identity, the point of view of its agents, the concept of School Heterogeneity.

Keywords:

VET; school management; multicultural curriculum.

Newer Entries »