“Epistemologias do Sul” (Boaventura de Sousa Santos & Maria Paula Meneses, 2010)

Sinopse
Por que razão, nos dois últimos séculos, a epistemologia dominante eliminou da reflexão epistemológica o contexto cultural e político da produção e reprodução do conhecimento? Quais as consequências desta descontextualização? São hoje possíveis outras epistemologias?
Este livro procura dar resposta a estas perguntas. Não se confinando à mera crítica, propõe uma alternativa, genericamente designada por Epistemologias do Sul. Trata-se do conjunto de intervenções epistemológicas que denunciam a supressão dos saberes levada a cabo, ao longo dos últimos séculos, pela norma epistemológica dominante, valorizam os saberes que resistiram com êxito e as reflexões que estes têm produzido e investigam as condições de um diálogo horizontal entre conhecimentos. A esse diálogo entre saberes chamamos ecologias de saberes.

Parte 1 – Da Colonialidade à Descolonialidade
Parte 2 – As Modernidades das Tradições
Parte 3 – Geo-políticas e a sua Subversão
Parte 4 – A Reinvenções dos Lugares

Fonte: Wook